Município de São Vendelino-RS
Município de São Vendelino-RS
Selo Portal Transparente

Notícias

São Vendelino é selecionado no Programa Federal Avançar Cidades - 26/06/2020

Recursos na ordem de R$ 4,6 milhões deverão ser investidos em obras de infraestrutura de transportes e mobilidade urbana.

A normativa que contempla o município de São Vendelino foi publicada no Diário Oficial da União através da Portaria nº 1.611, de 04 de junho de 2020, divulgada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional(MDR).
Será possível realizar obras de pavimentações, passeio público (calçadas) e a construção da ponte alta sobre o arroio Forromeco no bairro Recanto do Paraíso.

O município de São Vendelino buscou junto ao Governo Federal recursos do programa Avançar Cidades. Esse programa é um projeto do governo federal, lançado em 2017, vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Regional, que atua na área de saneamento e mobilidade urbana. O projeto visa uma melhor circulação de pessoas nas vias públicas, trabalhando na qualificação de espaços, vias e transporte no âmbito das cidades.
Com a publicação da Portaria nº 1611, de 04 de junho de 2020, divulgada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, o município de São Vendelino foi contemplado com o Programa AVANÇAR CIDADES, do governo federal. O montante de R$ 4.632.406,07 (quatro milhões, seiscentos e trinta e dois mil, quatrocentos e seis reais e sete centavos) será investido em obras de mobilidade urbana. Além de diversas ruas do município, contemplando várias comunidades, cadastradas no projeto que receberão pavimentação asfáltica, destaque fica por conta da construção de ponte alta sobre o Arroio Forromeco, no bairro Recanto do Paraíso, com duplo sentido viário e passagem de pedestres. Também estão contempladas obras de construção de passeio público (calçadas) nas vias municipais, em especial nas ruas Cônego Caspary (continuação até a RS 122), Silfredo Seibert e Estrada Municipal Vale Suiço.
De acordo com a secretaria municipal da Fazenda, para que um município esteja entre os contemplados no programa é necessário seguir uma série de quesitos, com a avaliação detalhada da Secretaria do Tesouro Nacional(STN) e agentes financeiros, atestando a capacidade de investimento do município. Também a Câmara Municipal de Vereadores já aprovou a adesão ao programa Avançar Cidades. A sanidade financeira do município, com a capacidade de absorver o programa e o pagamento em médio prazo, também foi motivo de estudo. São poucos os municípios brasileiros que conseguem se enquadrar no programa, sendo essa a comprovação de que São Vendelino tem uma gestão responsável e trabalha com um projeto sustentável de gestão, garantindo sempre novos investimento nas mais diversas áreas.
As obras irão contemplar a comunidade com diversos benefícios, mais segurança e maior qualidade de vida, além de minimizar o custo de manutenção. Convênio deverá ser assinado em breve com a Caixa Federal, com cronograma de execução pelo prazo de dois anos, não permitido o início de obras dentro do prazo eleitoral, conforme legislação vigente. A contemplação dos recursos demonstra a agilidade e empenho das secretarias de gestão e planejamento do município na condução do processo junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional. A partir de agora, o trabalho será focado na elaboração de todos os projetos e encaminhamento para análise.
"O projeto para o desenvolvimento do município tem em vista a continuidade do crescimento, assim, acreditamos que as obras de infraestrutura sejam necessárias, não somente neste momento, como nos próximos meses e anos. O Avançar Cidades contempla exatamente isso, em um programa que permite a realizações de obras de grande importância de maneira projetada dentro das possibilidades econômicas do município, autorizada e aprovadas pelos órgãos de controle administrativo e financeiro do município e do governo federal", destacou o prefeito Evandro. "Com os novos investimentos será possível melhorar a mobilidade urbana, beneficiando toda a comunidade, garantindo mais qualidade, segurança e permitindo, ao mesmo tempo, redução de custos com manutenção, possibilitando investimentos em mais setores", finaliza o gestor.